Inbound Marketing

Você realmente sabe o que é Inbound Marketing?

De dois anos para cá, o Inbound Marketing cresceu exponencialmente no Brasil. Os motivos são simples: a maior capacitação dos profissionais da área e os resultados que a estratégia traz para empresas de diversos segmentos.

O gráfico do Google Trends mostra o quanto o volume de pesquisas sobre o termo aumentou a partir de 2015.

Em pesquisa realizada em 2016, a Hubspot identificou que 66% das empresas que utilizam Inbound Marketing consideram a estratégia eficaz em comparação com 48% que preferem as técnicas do Outbound Marketing.

No Brasil, duas empresas trabalham na educação de mercado na área de Inbound e venda de serviços relacionados: a Resultados Digitais, sediada em Florianópolis, e a Rock Content, de Belo Horizonte.

Embora a estratégia esteja disseminada no Brasil, em Natal – cidade em que moro – e em alguns mercados menores, tanto o conhecimento sobre a estratégia, quanto a capacitação propriamente dita estão muito incipientes.

Ou seja, há um mercado para se trabalhar entre empresas e pequenos empreendedores dessas cidades e uma série de oportunidades que podem ser aproveitadas.

Mas, afinal, o que é Inbound Marketing?

O Inbound Marketing é conhecido também como marketing da atração. Ele se baseia em gerar demanda ativa para uma empresa, ao criar relacionamento com os clientes dela para, só depois, efetuar uma venda.

Ao invés de as empresas buscarem ativamente os clientes, no Inbound Marketing acontece o contrário: o cliente busca a empresa.

Para isso, a estratégia tem como princípio a produção de conteúdo relevante, tão relevante que transforma empresas e empreendedores em referências nas área que atuam.

Na prática, você entrega informações de valor para um consumidor, constrói autoridade, gera relacionamento antes de vender.

A estratégia hoje é poderosa porque é menos invasiva e se baseia numa troca: de um lado, divulga-se informações relevantes, do outro, cria-se relacionamento e vendas.

Outro benefício é que toda a estratégia é facilmente medida e é possível calcular qual é o retorno sobre investimento que ela gera.

De número de visualizações de vídeos e acessos a textos à geração de leads e conversão, toda a rota é mensurável. A análise de dados é fundamental em uma boa estratégia de Inbound Marketing.

O termo foi cunhado em 2009, a partir do livro: “Inbound Marketing: seja encontrado usando o Google, a mídia social e os blogs”, de Brian Halligan e Dharmesh Shah. Desde então, o método se espalhou pelo mundo.

Como adotar a estratégia no seu negócio

Há duas formas básicas. Uma é você aplicar por conta própria e a outra é contratar uma agência especializada.

O ideal para empresas é atuar nos dois lados: ter alguém dentro que entende da estratégia para coordenar junto com a diretoria e o setor de vendas e uma agência para prestar suporte.

De qualquer forma, antes de você iniciar por esse mundo, eu aconselho a estudar o modelo.

Há pelo menos dois cursos gratuitos muito bons que vão te fazer conhecer mais sobre Inbound Marketing: a da Rock Content e a da Hubspot. Ambos oferecem certificados reconhecidos pelo mercado.

Além disso, participar de eventos sobre Inbound Marketing ajuda a conhecer cases de sucesso e a fazer networking com profissionais da área.

RD Summit é um dos principais eventos de Inbound do Brasil. Acontece em outubro, em Florianópolis, e é uma oportunidade incrível para conhecer profissionais do país inteiro que atuam com a estratégia.

Natal – cidade que moro – recebe em agosto o Digibound, primeiro evento de Inbound Marketing da cidade, com Victor Peçanha, CEO da Rock Content, e Guilherme Porto da Resultados Digitais.

O evento e está com inscrições abertas e é outra boa oportunidade para quem é da cidade saber mais sobre a estratégia. Você pode se inscrever aqui.

Além disso, acompanhar blogs como Marketing de Conteúdo, o blog da Hubspot Brasile o do Neil Patel também vão te ajudar a se informar (e formar) melhor na área.

********

Embora esteja crescendo, ainda há muito espaço para a estratégia principalmente em mercados menores.

Capacitação é fundamental neste momento e, se eu fosse você, começaria a estudar desde já.

Se você quiser ir no Digibound, primeiro evento de Inbound Marketing de Natal, você pode conseguir um desconto de 10% adquirindo o ingresso neste link.

Ps. Quer ler mais textos sobre Inbound Marketing? Você pode ler outros artigosno meu blog pessoal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *