7 dicas matadoras de marketing digital para produtores culturais e artistas

Há pelo menos 10 anos eu trabalho de forma direta ou indiretamente com cultura.

Ali pelo ano de 2007, fui selecionado para participar do projeto Rumos Jornalismo Cultural do Itaú Cultural e foi meu pontapé profissional na área.

Durante esse período de 10 anos, fui repórter em caderno de cultura, tive uma revista cultural (Revista Catorze) e hoje sou editor do maior portal de cultura e eventos do Rio Grande do Norte, o Apartamento 702.

Por conta disso, conheço excelentes artistas e produtores culturais que ralam para conseguir seu lugar ao sol.

Mas identifico alguns problemas na comunicação dos eventos e projetos deles que, se melhorados, podem ajudá-los a conquistar um público maior.

As dicas a seguir fazem parte de uma palestra que fiz em fevereiro para alunos de Produção Cultural do IFRN e são frutos tanto da minha experiência como jornalista, como da minha experiência como especialista em marketing digital.

Espero que sejam úteis.

1 – Tenha uma proposta única

Antes de tudo, ao pensar em um evento ou em um projeto cultural, é preciso pensar na proposta. Que tipo de valor eu quero criar para o meu público? O que vai me diferenciar diante de tanta coisa legal sendo produzida?

A pergunta é aparentemente simples e até um tanto óbvia, mas é importante gastar algumas horas de pesquisa para respondê-la bem. É preciso pensar em criar algo único se você quer ter sucesso com seu projeto cultural.

Por isso é fundamental conhecer a produção local/nacional, dialogar com os agentes que fazem parte dessa produção e ter a criatividade necessária para bolar algo que garanta esse valor único.

Acredite, se conseguir isso, todo o processo de divulgação vai ser mais fácil.

2 – Conheça sua audiência

Artistas em geral tem uma relação complicada com a audiência. Há polêmica sobre se devem vincular a produção deles ao público, ou não.

Não quero entrar neste mérito, porque não sou artista, sou profissional da comunicação, e como profissional da área digo: há segmentos de público para praticamente todas as linguagens.

Um erro comum é achar que determinada obra ou produção é para todo mundo. Não é. As pessoas são diferentes, se agrupam em gostos e expectativas diferentes e isto também precisa ser respeitado.

Pode ser que para uma determinada linguagem, o segmento do público não seja lá considerável. Tudo bem.

O importante é você entender como o seu público se comporta, onde ele se informa e o que ele espera para conseguir chegar nele com eficiência.

A diferença entre uma produção de sucesso ou não é a audiência que ela vai atingir. Para determinadas produções, a qualidade da audiência – se o público compartilha com aquele gosto – para outros a quantidade de pessoas impactadas.

Seu planejamento e sua proposta de valor vão te dar as respostas sobre o que é melhor para você.

3 – Tenha uma marca bem definida

A palavra branding é uma daquelas que estão na moda, vivem na boca de publicitários e profissionais de marketing.

O fato de se falar tanto em marca é porque ela facilita o reconhecimento de um trabalho e, muitas vezes, consegue transmitir de forma rápida o valor da produção para seu público.

Imagem comunica e comunica muito.

Uma vez entendendo sua proposta de valor e conhecendo a audiência que se quer atingir, pensar em uma identidade visual relevante para transmitir esses valores é condição básica para o sucesso da sua empreitada.

Por isso, não poupe esforços. Se precisar contratar um designer, contrate. É algo que vale a pena e é um investimento que se paga ao longo do tempo.

4 – Escreva sobre o seu trabalho

A imagem fala mais que mil palavras. Certo. Mas só um bom texto, ou principalmente uma boa história, para criar um significado único naquilo que você quer produzir.

Portanto não só escreva. Conte uma história. O que te motivou a produzir aquela obra? O que te fez fazer aquele evento? O que você, de fato, quer entregar para as pessoas com o seu trabalho?

Crie um significado e seja sincero. Com isso você cria relacionamento com a cadeia envolvida na sua produção e relacionamento é uma moeda de troca importante hoje.

Mas lembre-se: escreva bem. Revise a gramática (ou chame alguém para te ajudar nisso), dê especial atenção a ortografia. Textos mal escritos podem passar uma imagem negativa da sua produção.

5 – Tenha foco

Tenha foco naquilo que você quer atingir e no público que você delimitou.

Se você sente que sua linguagem artística, que a sua produção, fala com determinado segmento, foque nele. Entenda as características desse público e, a partir dela, saiba como sua proposta se encaixa no processo.

Uma produção precisa ter um foco definido, se não se perde em maio a tantas possibilidades que exisgem hoje.

É comum ver produtores e artistas tentando atirar para todos os lados, na ânsia de conseguir o maior público possível. É um erro que pode custar trabalho e dinheiro.

Muitas vezes, quem atira para todos os lados, não acerta ninguém.

6 – Crie relacionamento os influenciadores

Identifique quem são os influenciadores da audiência que você quer atingir e criar um relacionamento com eles, peça ajuda sempre que necessário, envolva-os no seu projeto.

Influenciadores podem ser jornalistas, artistas, produtores que atuam na sua área, ou até mesmo um “concorrente”.

Coloquei a palavra “concorrente” entre aspas porque é muito mais eficiente que dois produtores ou artistas que atuem em um mesmo mercado combinem esforços, ao invés de brigarem entre si.

Há espaço para todo mundo e, como dizem na internet hoje, se combinar direitinho, todo mundo transa.

Mas lembre-se não tente forçar algo e nem seja arrogante no processo. Pode ser quem um ou outro não tope. Caso isso ocorra, tudo bem, segue o jogo.

7 – Anuncie

Você criou algo com um valor único, definiu bem seu público, produziu textos muito bons e imagens ótimas.

Ao final, você tem um excelente produto e, provavelmente, já está chamando a atenção das pessoas de forma orgânica.

Lindo!

Mas estamos presos em uma bolha. E, muitas vezes, não há como ter certeza que sua ideia chegou a pessoas importantes para você e que não fazem parte do seu meio.

É por isso que anunciar é importante. A internet conta com ferramentas que permitem delimitar um público alvo com base em interesses específicos e atingí-los com um orçamento relativamente baixo.

cursos que te ensinam como fazer isso e profissionais habilitados para tal. Entenda como a publicidade online funciona e use isto ao seu favor.

Call to Action

Gostou do artigo? Então comente abaixo suas impressões e compartilhe com amigos. Se acha que faltou uma dica, ou tem uma crítica, terei o prazer de te ler e responder 🙂

Um comentário sobre “7 dicas matadoras de marketing digital para produtores culturais e artistas”

Deixe uma resposta