Categorias
Marketing Digital

TikTok: o que é e como usar a ferramenta do momento?

Com um espaço cada vez maior no mercado e batendo de frente com concorrentes de peso, o Tik Tok já é visto como um verdadeiro sucesso no mundo dos aplicativos de redes sociais.

A plataforma que é uma das mais faladas no momento entre famosos e anônimos, já contabiliza desde 2018 um número de downloads de brilhar os olhos.

Seu direcionamento divertido e segmentação predominantemente para o público mais jovem tem deixado a ferramenta em posição de privilégio no uso frente à queridinhos como o Instagram e Facebook.

Certamente a essa altura você já deve ter instalado o aplicativo, mesmo que por curiosidade, e já deu boas risadas com essa verdadeira fábrica de memes. 

Em todo caso, se já se rendeu ou ainda está pesquisando sobre a ferramenta do momento, continue lendo e conheça mais sobre o surgimento e as possibilidades do Tik Tok

O que é e como surgiu o Tik Tok?


https://www.tiktok.com/@geeancomj/video/6816816061585837318

Se você é um hard user ou até mesmo um usuário moderado de redes sociais, muito provavelmente viu várias nascerem e morrerem em períodos diferentes.

Com a possibilidade de ver e postar vídeos curtos e irreverentes surge o Tik Tok, mas grande parte de nós já havíamos visto formatos semelhantes antes, não é mesmo?

Antes de apps como o Snapchat, o Dubsmash ou os atuais stories do Instagram, havia o Musical.ly (quem lembra?).

Lançado em 2014, o aplicativo de rede social consistia na criação de vídeos de 15 segundos em que frequentemente se dublava músicas.

Mas o que aconteceu com o Musical.ly e o que ele tem a ver com o Tik Tok? 

Tudo! 

O Tik Tok é a evolução do Musical.ly.  A mudança de nome e consequente desativação de uma plataforma para o início oficial da outra ocorreu após a venda da empresa chinesa desenvolvedora para outra do mesmo país, a ByteDance.

Vale destacar que a nova responsável já é uma das startups mais valiosas do mundo (avaliada em US$ 75 bilhões), com o TikTok como um dos carros chefes

Com isso, o aplicativo chinês se reconfigurou e se fortaleceu ao redor do mundo. Hoje é reconhecido como uma rede de vídeos cheios de humor, que possibilita gravações curtas com temas diversos, utilizando músicas e efeitos engraçados na voz e no rosto.

É possível também compartilhar as gravações com amigos e seguidores, até mesmo de outras redes, como o próprio Instagram, incluir legendas e hastags, comentar, marcar outros usuários nos vídeos, dentre várias possibilidades. 

De acordo com pesquisa da consultoria SensorTower o Tik Tok já é um dos apps mais baixados do mundo, contando com cerca de 1,2 bilhões de usuários de todas as idades e perfis (até cães e gatos já ganharam contas).

E não para por aí, a ferramenta também ganhou o título de aplicativo número 1 no sistema iOS nos EUA e já ultrapassou o Facebook como plataforma preferida entre os adolescentes do país segundo dados da Morning Consult.

A popularização do Tik Tok

Os vídeos que podem durar de 15 a 60 segundos são uma fonte garantida de boas risadas e memes diferentes para enviar aos amigos e postar em outras redes.

Porém, antes de chegar nos smartphones brasileiros o aplicativo se valeu de várias estratégias interessantes lá fora para ganhar o hype que tem hoje. 

Fora o fato de que o Tik Tok se originou de outra plataforma semelhante e trouxe consigo um número considerável de usuários, a conquista de famosos também foi um importante motor para o sucesso atual.

O apoio e parcerias com celebridades como o comediante Jimmy Fallon e o cantor Lil Nas X foram determinantes para a popularização do app crescer a nível local e se expandir posteriormente quebrando as barreiras geográficas. 

Com Jimmy Fallon ocorreu um interesse natural no Tik Tok, a parceria paga aconteceu depois, e em 2018 o artista iniciou uma série de “challenges” em seu famoso programa late night e usou a plataforma como principal mecanismo para a dinâmica do desafio.

O fenômeno Lil Nas X, rapper autor do hit “Old Town Road”, esteve no cobiçado topo da Billboard Hot 100, chart de música mais importante dos EUA, durante o maior tempo consecutivo já registrado, e muitos portais atribuem o feito à divulgação por meio do “Yeehaw Challenge” no Tik Tok

O aplicativo, febre na chamada “Geração Z”, não resume suas parcerias ao solo norte-americano.

Diversas celebridades em outros locais do mundo já aderiram à fama do app. No Japão, o aplicativo atraiu celebridades locais como Kinoshita Yukina, Kyary Pamyu Pamyu e Watanabe Naomi, na Tailândia fechou parceria com a digital influencer Kaykai Salaider e na Índia com Aashika Bhatia.

Essa estratégia de expansão geográfica do TikTok através do uso de celebridades e influenciadores digitais foram essenciais para movimentar a plataforma e tornar seus conteúdos virais.

Com a possibilidade disponível, é bastante comum que os usuários compartilhem conteúdos próprios ou de outros usuários do Tik Tok em aplicativos como o Instagram.

Esse comportamento torna-se curioso quando observarmos a partir do prisma de crescimento e popularização de cada plataforma. 

Como criar uma conta no Tik Tok e começar a usá-la?

https://www.tiktok.com/@_1burhanbeyy/video/6820844906211249414

Agora que, com certeza, conseguimos fazer você perceber o valor do Tik Tok como o aplicativo do momento, está na hora de iniciar o download e criar sua conta. O que acha? Confira abaixo um passo a passo para começar a utilizar o app e dar suas primeiras risadas! 

  1. Faça o download do TikTok em seu smartphone. O aplicativo já está disponível para Android no Google Play e iOS na Apple Store.
  2. Crie sua conta utilizando um e-mail ou número de celular. Basta informar os dados pessoais padrão para aplicativos de redes sociais e escolher sua senha. Há também a possibilidade de sign in por meio de seu perfil no Instagram, Facebook ou Twitter, poupando o trabalho de inserir a maior parte das credenciais como padrão.
  3. Após isso você já pode colocar a mão na massa e descobrir as diversas funções do aplicativo. Há uma “sondagem” inicial do app para entender mais sobre o que você deseja ver enquanto para permitir uma melhor interação com os primeiros conteúdos. 
  4. Como a maior parte das redes sociais, é interessante começar personalizando o perfil com seu nome, uma boa foto, e talvez uma rápida descrição de você mesmo. Aqui também é possível conectar seu perfil às suas contas do Instagram e do YouTube.
  5.  Após garantir que seu perfil está devidamente configurado, é hora de pensar no que publicar em seu primeiro vídeo. Uma de suas suas semelhanças com o Instagram está na hora de fazer o upload dos conteúdos, bastando clicar no ícone central de “mais” (+). É fundamental pensar aqui na duração do vídeo, sendo possível produzir um conteúdo do tamanho de um story ou escolher a opção pra filmar até 60 segundos, no máximo. Você não precisa necessariamente gravar direto do app, já que é permitido também inserir vídeos que já existem na sua galeria.
  6. Independente se você optar por gravar um vídeo na hora de postar ou realizar um upload de um conteúdo previamente armazenado na galeria, é possível realizar edições e se divertir com os diversos efeitos. Porém, alguns deles funcionam apenas na gravação ao vivo. 
  7. Com a possibilidade de inserir músicas surge a definição da atmosfera do seu conteúdo e até mesmo uma dublagem, ideia bastante popular no app. É possível inserir a música no momento da gravação ou mesmo após os takes já gravados. Tudo vai depender do objetivo do conteúdo. 
  8. Você pode se valer também de uma espécie de galeria de filtros, semelhantes ao que vemos no Instagram, com o intuito de modificar a aparência do rosto. Seja para embelezar ou deixar o conteúdo mais divertido com alguma deformação que combinada com os efeitos de voz podem produzir bons memes. 

O Tik Tok vai acabar com o Instagram?

O conhecido empreendedor norte-americano e um dos maiores especialistas em marketing no mundo, Gary Vee, tem sua própria visão sobre a relação e coexistência desses aplicativos.

O especialista afirma que o Tik Tok tem o potencial de abrir caminhos para outras plataformas que possibilitam aos usuários a estrutura de criar conteúdo.

“Sou fascinado por aplicativos que funcionam como ‘ferramentas’” – afirma Gary.

Segundo ele, grande parte do valor do Instagram veio da facilidade dada aos usuários de se sentirem verdadeiros fotógrafos, devido ao caráter predominantemente visual da plataforma.

A batalha entre o TikTok e o Instagram que já dura há algum tempo, vem chegando a um nível de competição que ainda não vimos entre as duas plataformas.

Gary Vee que se mostra cada vez mais encantado pelo Tik Tok e sua importância, enxergando a ferramenta com brilho nos olhos quanto ao seu futuro, e destaca possibilidades competitivas.

Gary frequentemente fala sobre alguns dos sinais que observa no Instagram sobre o embate e as ações que estão sendo feitas para começar a tentar “bater” o Tik Tok.

Contudo, o especialista afirma que o Instagram não mostra mais sinais de crescimento e sim de que está desacelerando. 

Isso seria um reflexo da maturidade alcançada pela famosa plataforma de Zuckerberg, que assim como outras demais, não conseguiriam mais entregar bom engajamento para posts “medianos” orgânicos, feitos por pessoas normais como eu e você.

O Tik Tok, assim como o Linkedin, seria uma ótima oportunidade para alcançar interação significativa no ambiente digital sem pagar por isso. 

Com uma movimentação recente do Instagram em privilegiar posts de imagens em detrimento aos vídeos, o especialista afirma que a briga ficaria ainda melhor se o Tik Tok permitisse postar imagens também.

A facilidade com que as pessoas podem criar, editar e compartilhar seus conteúdos e consequente ponte para o surgimento de grandes influenciadores e produtores de conteúdo, além do foco em uma demografia específica são alguns dos tópicos utilizados para justificar o entusiasmo de Gary.

Você pode conferir mais sobre essa visão em um dos vídeos do quadro “DailyVee” no canal do especialista no Youtube.


Estes são apenas alguns passos com o básico para você chegar no aplicativo sem se sentir muito perdido, mas é claro que o universo de possibilidades do Tik Tok não para por aí.

Há ainda uma grande quantidade de recursos extras, com a criação de filtros pelos usuários, edição das músicas a serem utilizadas, oportunidade de duetos com desconhecidos, salvar conteúdos para conferir depois e muito mais!  

O que achou do conteúdo? Se quiser continuar bem informado assine a newsletter semanal e receba sempre boas recomendações de textos sobre marketing digital, basta assinar aqui.

Débora Silva

Por Débora Silva

Publicitária que voltou os caminhos da carreira para o inbound marketing e a produção de conteúdo para web. Grande apaixonada pela cultura hip hop, defensora das mais diversas manifestações da arte urbana e eterna engajada na luta por um mundo mais justo!

Comentários